Home » Dia » Liturgia de Domingo - 26-05-19 - João 14,23-29

Liturgia de Domingo - 26-05-19 - João 14,23-29

Evangelho do Dia

Aleluia, aleluia, aleluia.

Quem me ama realmente guardará minha Palavra, / e meu Pai o amará, e a ele nós viremos (Jo 14,23). – R.

Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo João – Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 23“Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e o meu Pai o amará, e nós viremos e faremos nele a nossa morada. 24Quem não me ama não guarda a minha palavra. E a palavra que escutais não é minha, mas do Pai que me enviou. 25Isso é o que vos disse enquanto estava convosco. 26Mas o defensor, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, ele vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que eu vos tenho dito. 27Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; mas não a dou como o mundo. Não se perturbe nem se intimide o vosso coração. 28Ouvistes que eu vos disse: ‘Vou, mas voltarei a vós’. Se me amásseis, ficaríeis alegres porque vou para o Pai, pois o Pai é maior do que eu. 29Disse-vos isso agora, antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós acrediteis”. – Palavra da salvação.

Reflexão:

O texto deste sexto domingo da Páscoa está no contexto da última ceia e faz parte do grande discurso de despedida de Jesus. Apresenta alguns valores importantes para os seguidores do Mestre: a vinda do Filho e a morada de Deus; a tarefa do Espírito na vida da comunidade; a paz messiânica. Quem observa a mensagem de Jesus responde ao seu amor. Diante disso, o Pai e Jesus estabelecem sua morada no discípulo, vivendo juntos como nova família. Jesus é o laço de união entre o Pai e cada seguidor seu. A função do Espírito na comunidade é ensinar e lembrar. Faz recordar e compreender o que Jesus ensinou durante sua vida terrena. O Espírito é memória sempre atualizada da prática de Jesus em todos os tempos e lugares. Por meio dele, podemos distinguir o que leva a construir o Reino de Deus e o que se opõe a ele. Ao se despedir, Jesus oferece o dom da paz aos seus. Não a “pax romana”, que era a paz da opressão e da morte, praticada pelo poder dominante, mas a paz que plenifica a vida e que é fruto da justiça. Viver a “paz de Jesus” é não se comprometer com os esquemas de violência e dominação. Numa palavra, é viver os valores do projeto de Jesus.

(Dia a dia com o Evangelho 2019 – Pe. Luiz Miguel Duarte, ssp)

Fonte do texto dessa página: https://www.paulus.com.br/portal/liturgia-diaria

Texto desatualizado? Para atualizar, clique aqui.

Compartilhe e Indique:
Demais conteúdos:
» 30/12/2018 | Liturgia de domingo - 30-12-2018 – Sagrada Família de Jesus, Maria e José - (Eclo 3, 3-7.14-17a; Sl 127; Cl 3, 12-21; Lc 2, 41-52)
» 29/12/2018 | Liturgia de sábado - 29-12-2018 - (1Jo 2, 3-11; Sl 95; Lc 2, 22-35)
» 28/12/2018 | Liturgia de 6ª feira - 28-12-2018 – Santos Inocentes Mártires - (1Jo 1,5-2,2; Sl 123; Mt 2, 13-18)
» 27/12/2018 | Liturgia de 5ª feira - 27-12-2018 – S. João Evangelista - (1Jo 1, 1-4; Sl 96; Jo 20, 2-28)
» 26/12/2018 | Liturgia de 4ª feira - 26-12-2018 – Sto. Estêvão - (At 6, 8-10; 7, 54-59; Sl 30; Mt 10, 17-22)
» 25/12/2018 | Liturgia de 3ª feira - 25-12-2018 – Natal de Jesus! - (Is 52, 7-10; Sl 97; Hb 1, 1-6; Jo 1, 1-18)
» 24/12/2018 | Liturgia de 2ª feira - 24-12-2018 – (2Sm 7, 1-5.8b-12.14a.16; Sl 88; Lc 1, 67-79)
» 23/12/2018 | Liturgia de domingo - 23-12-2018 – 4º Domingo do Advento – Ano C – (Mq 5, 1-4a; Sl 79; Hb 10, 5-10; Lc 1, 39-45)
» 22/12/2018 | Liturgia de sábado - 22-12-2018 – (1Sm 1, 24-28; 1Sm 2, 1-8; Lc 1, 46-56)
» 21/12/2018 | Liturgia de 6ª feira - 21-12-2018 – (Ct 2, 8-14; Sl 32; Lc 1, 39-45)

[+] mais conteúdo
 
Total de mensagens escritas por usuários: 0
Deixe sua mensagem
Avaliaremos sua mensagem para depois liberá-la!
 
Nome:
E-mail:
Título:
Cidade:
Estado:
Mensagem:
caracteres

Receba o Vivências diariamente: -Evangelho -Recadinhos -Reflexões

*campo obrigatório